Os três índices que monitoram a pandemia da Covid-19 em Belo Horizonte apresentaram queda nesta quarta-feira (5), segundo o boletim epidemiológico da prefeitura. Ainda no vermelho, a ocupação das Unidades de Terapia Intensiva teve ligeira redução, de 76,4% (na terça-feira) para 76,1%, hoje.

O indicador que teve maior recuo foi a utilização das enfermarias exclusivas para o tratamento do coronavírus, que caiu de 55,2% para 53,5%. No entanto, com mais da metade das vagas ocupadas, o índice segue em nível amarelo, considerado de atenção.

Já o número médio de transmissão por infectado, o RT, chegou a 0,95, e segue na faixa verde. Desta forma, 100 pessoas com o vírus podem infectar outras 95. De acordo com as autoridades de saúde, qualquer número igual ou menor a 1 é considerado aceitável.

Conforme o levantamento da PBH, 182.436 pessoas testaram positivo para a Covid na capital desde o início da pandemia. Ao todo, 4.445 evoluíram para óbitos. Por outro lado, 170.637 pacientes já se recuperaram da doença, enquanto 7.354 seguem em acompanhamento médico, internados ou em isolamento.

Boletim

Indicadores apresentaram queda nesta quarta (5)

Vacinação

Segundo o boletim, 559 mil pessoas receberam a primeira dose da vacina Astrazeneca ou CoronaVac, entre trabalhadores da saúde, agentes das forças de segurança, idosos com mais de 60 anos e profissionais e moradores de residências inclusivas. Desse grupo, 254 mil foram contemplados com o reforço. Os imunizantes da Pfizer, recentemente entregues à PBH, ainda não foram distribuídos ao público prioritário, que incluiu profissionais da saúde e pessoas com comorbidades.

Leia mais:

Minas se aproxima de 35 mil vidas perdidas pelo coronavírus; vídeo detalha a situação da pandemia
Casos de Covid-19 em BH superam soma das notificações na região metropolitana