Em menos de quatro meses de 2021, o número de mortes por complicações da Covid-19 em Belo Horizonte cresceu 123%, se comparado ao ano passado, totalizando 4.185 vidas perdidas – até dezembro, eram 1.877 óbitos. O aumento da mortalidade tem relação direta com a circulação das variantes, garantem infectologistas. Até o momento, 15 novas cepas já foram identificadas em Minas, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES). 

Na capital, o número de casos também disparou. De janeiro a abril, mais 109 mil pessoas testaram positivo para o vírus. A demanda por hospitalização também cresceu, colapsando o sistema de saúde, que chegou a não ter vagas de terapia intensiva em março.

No último dia 19, BH flexibilizou as atividades econômicas, permitindo a reabertura de bares, shoppings, restaurantes, lojas de rua e academias de ginástica

Os indicadores que monitoram a pandemia em BH caíram pouco a pouco, o que possibilitou a administração a reabrir a cidade na última semana. Ontem, porém o número médio de transmissão voltou a subir pelo terceiro dia consecutivo, chegando a 0,98.

Recuperados e vacinados

De acordo com o boletim da PBH, 162 mil pacientes já se recuperaram da enfermidad[/TEXTO]e na metrópole. Outros 6,4 mil seguem em acompanhamento. 

De acordo com a PBH, 162 mil pacientes já se recuperaram da enfermidade na cidade. Outros 6,4 mil moradores ainda seguem em acompanhamento em casa ou hospitais.

Além disso, 517 mil moradores foram protegidos com a primeira dose da vacina contra a Covid. Desse grupo, 193 mil já foram contempladas com o reforço. Hoje, idosos com 70 anos recebem a segunda dose do imunizante.

Amanhã, é a vez daqueles com 69. Na sexta-feira, os moradores com 68 anos tomam a dose complementar, enquanto no sábado a vacinação será destinada aos com 89 ou mais.

Leia mais:
Presente das mães: consumidores do país demonstram quase mesmo ânimo de 2019
Pessoas vacinadas contra a Covid não precisam fazer exames para detectar anticorpos
Minas Gerais investiga 150 casos de reinfecção por Covid-19
Taxa de transmissão da Covid-19 sobe mais uma vez em BH e chega a 0,98