As medidas de prevenção ao novo coronavírus serão intensificadas nos ônibus e nas Estações do BHBus, na capital mineira, a partir da próxima segunda-feira (25). As empresas que operam o sistema de transporte coletivo vão realizar diversas ações, como distribuição de máscaras e instalação de dispensers com álcool em gel nos veículos. 

De acordo com Joel Paschoalin, presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH), será maior também a frequência com que são feitas as higienizações dos ônibus e nas estações de integração. 

“Temos tido um cuidado especial. Agora vamos reforçar por iniciativa das empresas, a higienização das estações, as roletas das estações, com atenção especial nos pontos de superfície de maior contato dos passageiros”, destacou.

Outra medida que tem sido adotada em BH desde a primeira quinzena de abril para reduzir os risco de contágio do vírus é a distribuição gratuita do cartão BHBus para que as pessoas não usem moedas ou notas para pagar a passagem. 

Mesmo com as medidas que serão adotadas, o SetraBH orienta a população para evitar o contato físico, manter uma distância mínima de um metro nas filas e não entrar nos veículos que já estão com todos os lugares ocupados.

Retomada

As novas ações de prevenção acontecerão no dia da retomada gradual do setor de comércio e serviços da capital – a confirmação ou não da data será feita oficialmente nesta sexta-feira (22), segundo a Prefeitura de Belo Horizonte. Com isso, a expectativa é que aumente o número de passageiros no transporte coletivo.

Segundo o Setra-BH, o setor opera hoje no “vermelho” com menos 65% de número de passageiros e mantém 50% da frota em atividade. 

Veja abaixo as recomendações do SetraBH: 

- Utilizar sempre a máscara durante as viagens e nas Estações BHBus de embarque e desembarque;
-  Evitar os horários de pico;
- Realizar viagens sempre assentado, quando não for possível, aguardar a chegada de novo veículo;
- Escolher rotas que envolvam apenas um meio de transporte, evitando trocas de linhas ou modais que aumentam o risco de exposição, sempre que for viável;
- Lavar sempre as mãos com sabão até a metade do antebraço, esfregando também as partes internas das unhas, antes e depois de usar o transporte público;
- Evitar contato físico, procurar manter uma distância de pelo menos um metro de outras pessoas;
- Limpar com álcool em gel 70° INPM objetos tocados frequentemente;
- Evitar tocar nas áreas do rosto (principalmente nariz, olhos e boca) antes de higienizar as mãos;
- Quando tossir ou espirar, proteger a boca na parte interna do antebraço ou com um lenço descartável;
- Descartar sempre a máscara em uma lixeira, via pública não é local de descarte;
- Evitar sair de casa caso apresente sintomas de gripe ou similar.

Leia também:
Atendimento remoto do INSS é prorrogado até o dia 19 de junho
Ônibus de Belo Horizonte terão distribuição de máscaras e álcool em gel para passageiros
Expectativa de inflação dos brasileiros retorna a mínimo histórico