A Lei Seca ganhou aliados e deve ser intensificada em Belo Horizonte em operações e blitze durante o Carnaval 2020 com a aquisição de 16 novos etilômetros pela Polícia Militar de Minas. 

Os equipamentos serão usados por policiais do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) na prevenção de acidentes causados por motoristas embriagados, tendo em vista que BH é considerada a capital brasileira dos bares.

Etilômetros

Lei Seca

Aprovada em 2008, a Lei Seca tornou crime o ato de conduzir veículos sob efeito de álcool. Ela sofreu algumas modificações ao longo dos anos e, em sua atual configuração, a medida prevê punições que incluem multa de R$ 2.934,70, suspensão do direito de dirigir por 12 meses, recolhimento da habilitação, retenção do veículo e, até mesmo, a possibilidade de detenção. Além dessas, há outras consequências previstas para o condutor que não realiza o teste do bafômetro ou foge de uma blitz policial.

Leia mais:
Guarda Municipal qualifica agentes para casos de homofobia e racismo no Carnaval de BH
Reforço na segurança em BH visa a coibir violência no Carnaval como a registrada no ano passado