Todos os dias, 300 toneladas de lixo jogado irregularmente nas ruas são recolhidas pela Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) em Belo Horizonte. Por mês, 400 toneladas são retiradas em bueiros.

O descarte clandestino de entulho é um dos fatores que provocam alagamentos em dias de chuva forte na capital, como ressaltou a Comdec. Os bueiros da rua Pedro Moreira do Nascimento, no bairro Pilar, inundada no mês passado, ficaram entupidos com o lixo carregado pela enxurrada, segundo a Secretaria Regional Barreiro.

Por meio de nota, a Prefeitura de BH também destacou que “apesar da prevenção rotineira feita pelas equipes da SLU, como limpeza de bocas de lobo e de córregos, eventualmente surgem novos pontos sujeitos a alagamento em virtude, principalmente, do descarte clandestino de lixo e de resíduos sólidos e gordurosos, o que acarreta problemas para toda a comunidade”. 

Campanhas
Na tentativa de evitar novos pontos de alagamento no período chuvoso, a SLU e as secretarias regionais fazem campanhas educativas paralelas à fiscalização.
“São limpos, por mês, mais de 210 mil metros quadrados de córregos em toda a cidade. A Defesa Civil e a Urbel também monitoram constantemente as áreas de risco, tomando medidas preventivas como a transferência de moradores”, informa a assessoria de imprensa da PBH.
 


Leia mais: 

BH tem vários pontos de alagamentos sem advertência

Venda Nova tem o maior potencial em BH para reprodução do mosquito Aedes aegypti

Governo do Estado institui grupo de trabalho para enfrentamento do período chuvoso

Chuva já matou 13 pessoas em Minas Gerais, aponta Defesa Civil