O balanço do impacto da pandemia de Covid-19 no comércio da capital mineira é bastante negativo. Cerca de 7.500 lojas fecharam e não devem voltar a funcionar, segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Marcelo de Souza e Silva, apesar de ainda não ter contabilizado os dados do levantamento do setor em 2020.

Com a reabertura das atividades não essenciais nesta segunda (1º), Marcelo de Souza e Silva conta que a orientação da CDL/BH para os comerciantes é que eles revejam a gestão de seus negócios para tentar compor as perdas registradas nos períodos em que o comércio ficou fechado na capital.

Entre as orientações estão os custos, os gastos, buscar canais de vendas digitais, aproximar mais de seus clientes, avaliar o estoque e fazer promoções acessíveis, negociar com fornecedores e, cada vez mais, tentar fidelizar o cliente.

Acompanhe a entrevista na íntegra.