Minas Gerais tem 559 casos confirmados de Covid-19, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Entre eles, 75% são pacientes com idades entre 20 e 59 anos. Ou seja, embora a mortalidade seja maior entre idosos – das 11 mortes confirmadas no Estado, dez foram de pessoas com mais de 60 anos –, é importante a população ter consciência de que a Covid-19 pode ser contraída por qualquer ser humano, independentemente de faixa etária.

“O vírus não tem preferência por idade. Qualquer pessoa que for exposta a ele poderá se infectar. E a infecção não pode ser banalizada. Em alguns países, 40% dos casos de internação por complicações graves da doença são referentes a pessoas com menos de 60 anos”, explica Dirceu Greco, professor da Faculdade de Medicina da UFMG e presidente da Sociedade Brasileira de Bioética. 

Para ele, a população deveria parar de pensar no termo “grupo de risco” e compreender que os adultos podem levar os vírus para dentro de casa, transmitindo-os para pessoas queridas. “Todos devem se lembrar de que há um risco de infectar outras pessoas. É preciso pensar no pai, na mãe, no tio”, explica o médico. A faixa etária mais atingida pela doença, neste momento, em Minas Gerais, é de 30 e 39 anos: 27% do total de casos confirmados.

Segundo o médico, neste momento, a melhor recomendação para conter o avanço da doença continua sendo: fique em casa. Segundo ele, isso é válido também para quem quer ir a espaços públicos para fazer exercícios físicos. “A recomendação é ser prudente. Neste momento, o melhor é se exercitar dentro de casa. Até mesmo a Organização Mundial da Saúde fez um guia com exercícios que podem ser feitos em casa”, completa. O material da OMS está em inglês e pode ser conferido aqui

Leia mais:
A Covid-19 pode ser transmitida por meio de transfusão de sangue? Hemominas esclarece
Usuários reclamam de instabilidade em aplicativo da Caixa para auxílio emergencial