O preconceito racial também pode ser  manifesto de formas mais sutis, como expressões que surgiram no período da escravidão no Brasil e associam a cor negra a situações pejorativas. Quem nunca foi colocado na  “lista negra”? O presidente da União de Negros Pela Igualdade (Unegro), Alexandre Braga, afirma que há várias expressões  observadas com frequência no dia a dia da sociedade e estão carregadas do que ele chama de "racismo estrutural".  “A evolução não tem que acontecer apenas na educação, na cultura, mas em qualquer segmento. Falta uma espécie de alfabetização literária das pessoas”, diz.

Veja oito expressões carregadas de racismo:

A coisa tá preta

Quando nada está indo bem e a pessoa está cercada de problemas, é comum ouvir que a “coisa tá preta”. É o mesmo que relacionar o preto (negro) com algo ruim, desagradável. 

Criado-mudo
Faz referência ao móvel que geralmente é colocado ao lado da cabeceira da cama. Mas quem fazia este papel de segurar as coisas para os donos brancos eram os escravos. Além disso, o empregado não poderia fazer barulho. Nascia a expressão “criado-mudo”.

Da cor do pecado
Mesmo sendo utilizada em muitos momentos como elogio, essa expressão também está carregada de racismo. O termo objetifica a cor do negro como um pecado. 

Denegrir
A palavra é muito utilizada, de maneira pejorativa, como sinônimo de difamar. Segundo o Dicionário Aurélio, denegrir é definido por "tornar negro, escurecer". 

Inveja branca
Uma inveja do bem (se é que existe). Neste caso, a cor branca é, de maneira pejorativa, associada a algo positivo, legal. 

Lista negra
Uma pessoa na “lista negra” está sendo percebida. Neste caso, o “negra” é utilizado como algo negativo pela sociedade. 

Mercado negro
A expressão é utilizada quando um produto é proveniente do mercado ilegal, paralelo. Neste caso, mais uma vez, a palavra “negro” é relacionada com algo negativo. 

Mulata
A expressão é proveniente de mula, ser originado pela reprodução de burro com égua.  O termo “mulata” correspondia ao descendente do homem branco com a mulher negra.