Um homem de 33 anos que utilizava documentação falsa foi executado com pelo menos 10 tiros na cabeça na tarde deste sábado (19) em São José da Lapa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O responsável pelo crime ainda não foi localizado e a suspeita é que a motivação tenha sido vingança.

Segundo a Polícia Militar, a vítima, que trabalhava como motofretista, estava sentada em um banco no bairro Cachoeira quando um Voyage preto parou. O motorista desceu e disse "perdeu" antes de disparar diversas vezes. Quando a vítima caiu no chão, o suspeito, que estava encapuzado, ainda voltou e atirou mais algumas vezes para garantir a morte. 

O homem utilizada uma carteira de habilitação falsa com outro nome porque tinha um mandado de prisão em aberto, acusado de envolvimento em um homicídio ocorrido em BH em 2015. Por causa disso, ele havia se mudado para Vespasiano. 

Já o veículo utilizado no crime foi encontrado abandonado a poucas ruas do local da execução. O carro tinha placa clonada e a placa verdadeira tinha registro de roubo datado de julho do ano passado. 

Leia mais:

MP vê elo de suspeito em caso Marielle com grilagem
Homem é assassinado a tiros no portão de casa, em Contagem
Jovem morre em disputa por boca de fumo em Ribeirão das Neves