A Polícia Militar procura por um suspeito de estuprar uma adolescente de 16 anos, na madrugada desta sexta-feira (10), em Belo Horizonte. O crime aconteceu após a vítima fazer um programa sexual com o homem. Depois do abuso, que ocorreu no bairro Belvedere, a jovem foi jogada às margens da BR-356.

A adolescente contou aos policiais que depois de beber com uma amiga na região da Savassi percebeu que não tinha dinheiro para retornar para casa. Por isso, ela foi até a avenida Afonso Pena, no Centro da capital, em um trecho conhecido como ponto de prostituição.

Lá, um homem em um veículo cinza a abordou e os dois foram para um motel no bairro Olhos D'Água, na região do Barreiro. Eles permaneceram no local por cerca de 30 minutos, e, ao deixarem o estabelecimento, o suspeito informou que não iria pagar pelo programa e que iria fazer sexo anal com a vítima, já que não tinham feito dentro do motel.

A adolescente disse que foi enforcada, teve a roupa arrancada e foi estuprada. Ela falou ainda que o suspeito não usou preservativo e teria dito que a menina teve "sorte" por não ter sido morta. Depois do abuso sexual, ela foi jogada na rodovia. A jovem, então, pediu socorro e um motorista que passava pelo local acionou a PM.

Os militares foram até o motel e descobriram que o estabelecimento possui câmeras de segurança. As imagens serão analisadas pela Polícia Civil. A recepcionista do local também informou que o casal permaneceu no motel por 30 minutos, entre 1h55 e 2h25, e passou a placa do veículo do suspeito.

A jovem foi socorrida e encaminhada para o Hospital Júlia Kubitschek, onde foi submetida a exames e foi medicada. O caso foi registrado na Delegacia Especializada de Plantão de Atendimento à Mulher.