Adolescentes matam homem para curtir Carnaval na Bahia

Ana Lúcia Gonçalves - Hoje em Dia
10/02/2016 às 16:58.
Atualizado em 16/11/2021 às 01:22
 (Arquivo Pessoal)

(Arquivo Pessoal)

Quatro menores são suspeitos de matar um servidor público municipal de Governador Valadares, no Leste do Estado, para curtirem o Carnaval na Bahia com o carro e o dinheiro da vítima.

Terence Henrique Silva, de 45 anos, desapareceu na manhã de sábado (6) e o corpo foi encontrado na terça-feira (9) em uma estrada vicinal em Frei Inocêncio. Horas mais tarde, o bando foi apreendido em uma cidade do interior da Bahia.

Os quatro tem idades entre 15 e 17 anos e foram presos em Mucuri depois que testemunhas viram o carro do gerente de informática do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) circulando pela região.

De acodo com as investigações, a vítima foi abordada por volta das 8 horas quando saía de casa. A vítima iria para a Bahia com a namorada e familiares.

Os detalhes sobre a morte do servidor, que teria sido asfixiado com o próprio cinto e teve os pulsos cortados, serão divulgados em uma coletiva na quinta-feira (11). A polícia ainda quer saber como e onde os menores abordaram Silva e se outras pessoas estão envolvidas no crime.

Desaparecimento

A polícia foi avisada sobre o desaparecimento depois que namorada do servidor foi até a casa dele, no bairro Caravelas, e encontrou a mala que ele levaria na viagem revirada e alguns pertences na garagem. Ainda no sábado (6), uma pasta contendo vários documentos do servidor foi encontrada às margens da BR-418, em Teofilo Otoni.

Na terça-feira (9), depois que o veículo da vítima, um Ford Fusion, foi visto em Nova Viçosa e Mucuri com quatro ocupantes, investigadores foram para a região e localizaram o bando se divertindo no Carnaval.

Eles confessaram o crime e indicaram o local onde o corpo foi deixado. Os menores usaram o cartão de crédito de Terence e contaram que tinham a intenção de vender o carro. O corpo foi enterrado na manhã desta quarta em Governador Valadares.

Professor

Um outro desaparecimento desafia a polícia e intriga os moradores de Governador Valadares. O professor Nelcino Rodrigues Valentim, de 50 anos, foi visto pela última vez deixando uma lanchonete da Avenida Brasil, no início da madrugada do dia 29 de dezembro de 2015 e ainda não foi encontrado.

De acordo com a família, o professor saiu de casa para trabalhar em seu carro Fox 1.6 prata, de placa HMD-5256 e após sua última aula, às 22h20 daquela terça-feira (29), em um colégio da rua Marechal Floriano, e depois foi até uma lanchonete que fica no Centro, próximo à rodoviária. A partir daí não foi mais visto. O carro dele também não foi encontrado.

 

Nelcino foi visto pela última vez saindo de uma lanchonete em Governador Valadares

Imagens feitas por câmeras de segurança mostram que o professor deixou a lanchonete sozinho. Desde então a familia não parou de distribuir panfletos e faixas na cidade e outros estados em busca de informações. O delegado responsável pelo caso, Fábio Sfalcin, informou que as investigacoes prosseguem e várias testemunhas foram ouvidas.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por