Uma briga entre advogadas nesta quinta-feira (7), no Fórum Lafayette, virou caso de polícia. Uma profissional mineira, de 30 anos, registrou um boletim de ocorrência acusando uma colega de profissão, do Rio de Janeiro, de ter tentado agredi-la com tapas e mordidas.

Conforme o relato da vítima, que estava na 3ª Vara de Tóxicos do fórum, a advogada carioca, de 48 anos, se dirigiu a ela de forma agressiva, a culpando por uma audiência ter sido adiada pelo juiz. A questão é que a profissional havia viajado do Rio de Janeiro para Belo Horizonte somente por causa dessa audiência.

Mesmo a vítima relatando que não tinha culpa, pois a decisão havia sido tomada pelo magistrado, a profissional do Rio afirmou que “todos os advogados de Minas são preguiçosos”. Teria afirmado ainda que é defensora de facção criminosa e fez ameaças de morte à colega de profissão.

A segurança do Fórum Lafayette intercedeu e pediu que as duas fossem até a autoridade policial para registrar um boletim de ocorrência. Além de se negar a fazer o registro, a advogada do Rio teria tentado dar mordidas na colega.

De acordo com a assessoria do fórum, o juiz adiou a audiência porque recebeu um grande volume de materiais da Polícia Civil referente ao caso, que é de tráfico de drogas.