Achar um homem que conheceu por meio de bate-papo online e com quem conversou por apenas um dia. Esse é o objetivo de uma advogada de Belo Horizonte. Arrependida de não ter passado os seus contados para o "BONITO", a defensora, de 30 anos, espalhou quatro faixas direcionadas ao internauta pelas principais ruas do bairro Santo Antônio, na região Centro-Sul da capital mineira, nesta terça-feira (17).
 
Solteira há dois anos, a advogada, que não quis se identificar, contou que a iniciativa é uma forma de tentar achar um novo amor. Ela gostou muito da conversa que teve e se interessou pelo homem, que disse também ser advogado, ter 34 anos e morar no bairro Santo Antônio. "Durante a nossa conversa, que foi muito boa, eu tive receio de passar os meus contatos para o BONITO, que até me chamou para sair. O bapo foi no último dia 6 a noite, quando ainda brinquei com ele dizendo que não aceitava o convite porque homem bonito dá muito trabalho e saí do bate-papo após algumas horas. Mas, no dia seguinte, me arrependi, pois achei ele um cara muito legal mesmo, simpático e interessante", diz a defensora.
 
Disposta a tentar conhecer melhor a sua "paquera" e até viver um romance, a advogada gastou R$ 300 para mandar fazer e instalar as faixas, que têm a seguinte frase pintada: "DeleGata - Procura advogado, 34 anos, solteiro e morador do bairro Santo Antônio, que estava no bate papo ..., do dia 06/09/2013, com o nick BONITO. ...". No entanto, desde que o bilhete foi pendurado nas ruas, a advogada ainda não conseguiu nenhuma pista. Em contrapartida, já recebeu mais de 80 torpedos e 100 ligações de outros homens e até mulheres. "Desde o começo do dia, meu celular não para de tocar. Já fui até pedida em namoro e casamento por vários homens, entre eles moradores de outros estados do Brasil. Em um SMS que recebi, por exemplo, o remetente falava que era pedreiro, casado, que tinha cinco filhos e vivia de Bolsa Família, mas, que mesmo assim, topava casar comigo. risos Em uma ligação, outro homem se identificou como Daniel e afirmou que iria espalhar outras faixas por Belo Horizonte só para me conquistar", conta.
 
Apesar da iniciativa da advogada ainda não ter dado muito certo, ela garante que a experiência está sendo positiva e até divertida. "Por enquanto, estou levando na esportiva sabe. Quem sabe se alguma dessas pessoas não me ajuda a encontrar o BONITO? Afinal, recebi vários parabéns e foi até elogiada como corajosa".
 
A inusitada ideia da defensora logo chamou a atenção e comoveu os belo-horizontinos. Tanto que alguns optaram por tirar fotos das faixas e publicar nas suas contas em redes sociais. Com isso, o pedido de ajuda da advogada foi  rapidamente compartilhado por centenas de pessoas e acabou virando o assunto do dia. Mas, ao ser informada sobre tamanha repercussão, a autora das faixas garantiu que não tinha a menor intenção e noção que a tentativa de achar o advogado iria virar febre na web. "Eu não imaginei que as faixas ganhariam tanta repercussão. Eu até pensei que ninguém chegaria a vê-las, pois me disseram que a prefeitura sempre tira faixas penduradas nas ruas sem permissão. Mas, eu fico até feliz que isso ocorreu, pois, agora, tenho certeza que o BONITO irá ver e me ligar".