Um agente penitenciário de 35 anos ficou ferido após bater o carro na bomba de um posto de combustível em Uberaba, no Triângulo Mineiro, na manhã desta sexta-feira (4). O Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar a vítima das ferragens e para limpar a área, já que havia vazamento e um risco de explosão.

Há suspeita de que o motorista estivesse embriagado durante o acidente e foi dada voz de prisão a ele enquanto era atendido na UPA São Benedito. O agente penitenciário recebeu alta às 12h47.

De acordo com o boletim de ocorrência, o veículo seguia pela avenida Francisco Pagliaro, no sentido Praça Jorge Frange/Centro, em alta velocidade, quando o motorista perdeu o controle e bateu com força em uma bomba e na pilastra do estabelecimento.

O motorista foi levado para a UPA São Benedito e, durante o atendimento, foi encontrado com ele uma arma de fogo pertencente ao sistema prisional e um carregador com 12 munições. Neste momento, verificou-se que a vítima atuava como agente na penitenciária Professor Aluizio Ignácio de Oliveira, em Uberaba. O supervisor de plantão da penitenciária foi acionado e compareceu ao local para acompanhar a ocorrência policial.

Consta no boletim de ocorrência que um tenente relatou ter sentido forte odor de bebida alcoólica no hálito do motorista, além de perceber uma fala desconexa. Testemunhas disseram aos policiais que o veículo estava em zigue-zague antes do acidente.

Outro grupo de policiais verificou que, na UPA do Mirante, foi atendido um homem de 32 anos que afirma ter sido atropelado pelo agente penitenciário. Segundo o relato, ele estava em sua bicicleta na rua Arlindo de Melo, quando foi atingido por um VW Gol, cujas descrições batem com o veículo do agente. Após a colisão, o homem caiu da bicicleta e sentiu dores na coluna e na clavícula. 

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Estado de Administração Prisional afirma não se manifestar sobre o caso, já que o agente não estava de serviço no momento do acidente. O carro envolvido no acidente foi recolhido ao pátio conveniado ao Detran.