Trinta agentes da Guarda Municipal de Belo Horizonte iniciaram nesta quinta-feira (5) um curso de prevenção à violência doméstica e sexual. A qualificação, com carga horária de 40 horas/aula, está prevista para se encerrar em julho deste ano.

O curso, que tem encontros sempre às quintas-feiras, da 8h às 12h, na Escola de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), é promovido pela Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção (SMSP) em parceria com o "Projeto para Elas, por Elas, por Eles, por Nós", do Programa de pós-graduação em Promoção da Saúde e Prevenção da Violência, da UFMG.

De acordo com a diretora de Prevenção Social ao Crime e à Violência da SMSP, Márcia Alves, o treinamento foi construído para capacitar os agentes da Guarda Municipal que atuam no Grupamento de Patrulha Escolar e para as guardas femininas da Campanha de Combate à Importunação Sexual no Transporte Coletivo, sendo extensivo aos demais envolvidos com a prevenção e combate à violência contra a mulher.

Entre os temas discutidos, as raízes culturais, históricas e sociais da violência contra a mulher; a mediação de conflitos e prevenção à violência; leis como a Maria da Penha, do Feminicídio, entre outras que tratam da questão da violência contra a mulher no Brasil.

"A metodologia a ser adotada será a da exposição dialogada, por meio de rodas de conversa e da problematização prática da teoria. E inclui um seminário sobre mediação de conflitos com profissionais e professores convidados", afirmou Márcia.