Agentes penitenciários do presídio de Janaúba, no Norte de Minas, descobriram um buraco que estava sendo escavado dentro de uma cela. De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) a descoberta aconteceu pelo serviço de inteligência da unidade durante a tarde de segunda-feira (18).

A suspeita é que o buraco desse origem a um túnel que, caso fosse concluído, daria acesso à antiga delegacia de Polícia Civil da cidade, que está desativada. Na mesma cela onde estava o buraco, foram localizados copos plásticos que eram usados para a retirada da terra, além de chuços (instrumentos perfurantes feitos artesanalmente), utilizados na escavação.

O caso está sendo apurado pela direção do presídio.

Apreensões

Essa não foi a única descoberta em presídios mineiros nos últimos dias, de acordo com a Seap. A secretaria informa que aparelhos de telefone celular, carregadores e drogas foram impedidos de entrar em 13 unidades prisionais entre o último sábado (16) e essa segunda-feira (18). Foram registradas seis tentativas de entrada de drogas e outras seis ocorrências envolvendo tentativa de entrada de celular.

Todos os materiais apreendidos foram encontrados com visitantes que tentaram ter acesso aos presídios e penitenciárias do Estado para visitar parentes. As interceptações são resultados de ações de procedimentos operacionais de revista e rondas no entorno das unidades prisionais, de acordo com a Seap.

Um dos casos aconteceu em Ponte Nova, na Zona da Mata. No sábado (16), uma mulher foi flagrada com aparelhos de telefones celulares, cabo USB e pen drive presos ao corpo. O flagrante aconteceu graças à revista por meio de um aparelho de body scan. A mulher foi presa em flagrante.

Leia mais:
Criminosos envolvidos com o PCC são presos em Minas Gerais
Agente penitenciário é baleado na cabeça a caminho do trabalho