Oito casas localizadas no bairro Conjunto Paulo VI, região Nordeste de Belo Horizonte, permanecem interditadas neste domingo (30) por risco de desabamento. A interdição ocorre após o deslizamento de um barranco nesse sábado (29) soterrar quatro pessoas e matar uma delas, uma mulher de 57 anos. 

Na manhã deste domingo (30), equipes da prefeitura atuam na limpeza e recuperação da área afetada. Até as 11h20, os cerca de 50 agentes das secretarias de Obras e de Limpeza Urbana já haviam recolhido 30 toneladas de barro, lixo e entulho no bairro Conjunto Paulo VI. Eles também distribuem lonas para proteção das áreas afetadas. 

A região Nordeste, além de ser onde mais choveu neste mês em BH, também é a que mais registrou ocorrências de chuvas. Do dia 19 de dezembro até este domingo, 41% dos estragos e riscos foram concentrados ali. Somente nesse sábado, ocorreram 28 deslizamentos na região. 

Previsão e alerta 

Para os próximos dias, a previsão é que as pancadas de chuva moderada a forte continuem em BH. O subsecretário de Proteção e Defesa Civil de Belo Horizonte, coronel Alexandre Lucas, lembra que, com o solo encharcado pela chuva dos últimos dias, é importante que a população fique atenta aos riscos geológicos. 

"É um período crítico. Só neste fim de semana foram mais de 30 deslizamentos, quedas de muro, escorregamentos e deslizamentos de terra", alerta. 

Leia mais:

Quase metade das ocorrências de chuva em BH acontece na região Nordeste, onde mulher foi soterrada
Chuvas na região Nordeste de BH ultrapassam média histórica de dezembro
Mulher morre soterrada em BH; três pessoas sobrevivem a desabamento