A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou nesta quinta-feira (21) a identidade da vítima da tragédia em Brumadinho localizada pelo Corpo de Bombeiros, a cerca de cinco quilômetros da barragem que se rompeu em janeiro. O corpo encontrado ontem é de João Marcos Ferreira da Silva, de 25 anos, trabalhador terceirizado que atuava como ajudante na Mina do Córrego do Feijão.

Segundo a polícia, a identificação foi realizada pela equipe de Antropologia e Odontologia Forenses do Instituto Médico Legal, por meio de exame de arcada dentária. O corpo foi retirado pela família durante a madrugada de hoje. João Marcos é a 255ª vítima do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão identificada. Há ainda 15 desaparecidos.

O corpo de João Marcos foi localizado na área de busca denominada BH1 (Barreira Hidráulica), próximo ao distrito de Parque da Cachoeira, a 5,5 km da barragem B1, da Vale. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o trabalho de inteligência dos militares na definição de áreas prioritárias para o trabalho de buscas foi fundamental para a localização da vítima. Desde o rompimento da tragédia, mais de cem bombeiros trabalham diariamente na área atingida em busca pelos desaparecidos. 

Neste mês, duas vítimas foram identificadas pela Polícia Civil: o técnico em mecânica da Vale Aroldo Ferreira de Oliveira, de 55 anos, e o funcionário terceirizado Miraceibel Rosa, de 38 anos.

De acordo com a Polícia Civil, cerca de 90 segmentos corpóreos encontrados na área atingida pela lama da barragem B1 ainda estão sendo analisados pelo Instituto Médico Legal. Outros 50 foram analisados com o Ilumina, tecnologia de ponta na identificação genética, mas não puderam ser identificados. Dentre todos os casos referentes a segmentos que chegaram para a análise, 89% foram finalizados (identificados ou inconclusivos).

Leia mais:
Tragédia em Brumadinho completa 300 dias com 254 mortos, 16 desaparecidos e nenhum preso