A Secretaria de Saúde de Almenara, no Vale do Jequitinhonha, busca descobrir o que tem causado uma epidemia de diarreia e vômitos na população. Nos últimos dias, foram registrados 114 casos na cidade, mas estima-se que este número seja ainda maior. Segundo o órgão, nenhuma das ocorrências, porém, é grave. 

A hipótese é que se trate de uma virose que se proliferou rapidamente já que, no verão, os germes se proliferam com facilidade. Mas, há também a possibilidade de que os moradores tenham contraído a doença misteriosa por uma contaminação no ar, já que outras cidades de Minas e também da Bahia têm registrado casos semelhantes, segundo a secretaria. 

"A Secretaria Municipal de Saúde, assim que tomou conhecimento da situação, acionou o departamento de epidemiologia de modo que fosse realizado um estudo mais aprofundado da situação. Amostras de água foram coletadas e enviadas à Gerência Regional de Saúde em Pedra Azul para análise de uma possível via de contaminação", informou o órgão. 

Mas, até que a situação seja esclarecida, servidores da Saúde estão acompanhando os casos já existentes e tomando as medidas necessárias para prevenir novas contaminações.  

A orientação é que a população realize a higienização dos alimentos de forma correta, lave sempre as mãos antes das refeições e faça o uso de água filtrada (potável). Em caso de contaminação é necessário beber bastante líquido e procurar por uma unidade de Saúde mais próxima. 

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais informou que não foi notificada sobre o fato e que, nestes casos, as ações necessárias são providenciadas pelo próprio município. 

Leia mais:
Número de nascimentos volta a subir após queda causada por crise e microcefalia
Vírus Influenza mata quase o dobro de pessoas em Minas em 2018