Prevista para este fim de semana, a alta do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da pequena Clara Luisy Pereira Paes, de 10 anos, possivelmente será adiada. A menina caiu do 9º andar de um prédio no bairro Heliópolis, na região Norte de Belo Horizonte, no último domingo (12), e está internada no Hospital João XXIII, na capital.

De acordo com o pai da criança, Wallace Paes, uma intercorrência do trauma torácico sofrido por Clara motivou o adiamento. “Ela teve dificuldades de respirar entre quinta e sexta e iniciou fisioterapia. Mas minha filha está muito bem cuidada no CTI e estamos muito confiantes”, disse Paes, que não sai do lado da filha.

Apesar de permanecer no CTI, Clara está estável e consciente. “Ela passou a noite muito bem! Foi a melhor noite dela. Acordou, tomou banho e se alimentou”, comemorou o pai da garota, referindo-se à noite de sexta (18) para sábado. 

menina cai de prédio

Clara estava no apartamento dos primos, no bairro Heliópolis, quando caiu do 9º andar

Relembre o caso

A menina caiu do 9º andar do prédio onde moravam os primos, no bairro Heliópolis, no último domingo (13). O acidente aconteceu pouco depois da meia-noite. Ela foi resgatada pelo Serviço de Atendimento Móvel (Samu) inconsciente, com múltiplas fraturas e trauma torácico. 

A Polícia Civil investiga o caso e o inquérito deve ficar pronto em até 30 dias depois do acidente, podendo ser prorrogado por mais 30. Uma das possíveis causas é sonambulismo.

Leia mais:

Menina de 10 anos cai do 9º andar de prédio em BH

Após duas cirurgias, família de menina que caiu do 9º andar de prédio pede doações de sangue
Menina que caiu do 9º andar em BH por suspeita de sonambulismo segue no CTI, estável e consciente