O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) exonerou Ricardo Salles do cargo de ministro do Meio Ambiente. A demissão, publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta-feira (23), ocorreu, segundo o documento, a pedido de Salles.

Na mesma publicação, Bolsonaro nomeia Joaquim Álvaro Pereira Leite como o novo chefe do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

A gestão de Ricardo Salles na pasta foi marcada por polêmicas, incluindo o episódio gravado em vídeo em abril do ano passado que mostra o então ministro sugerindo a Bolsonaro que o governo "aproveitasse" a pandemia de Covid-19 para "passar a boiada", em referência à flexibilização de regras ambientais.

Além disso, Salles é alvo de inquérito que apura supostos impedimentos do ex-ministro a investigações sobre apreensão de madeira, situação que ele nega.

Leia mais:
BH amplia vacinação contra Covid-19 para moradores de 53 a 55 anos a partir desta quinta-feira
Zema se desculpa com idoso que ficou preso injustamente por 17 anos
BH vai receber mais 117 mil doses da AstraZeneca; confira a distribuição das vacinas por município