O Anel Rodoviário Leste e o Anel Norte, ambos em Montes Claros, no Norte de Minas, receberão R$ 150 milhões em investimentos para obras. O anúncio foi feito na quinta-feira (16) pelo governador Romeu Zema (Novo), que autorizou a inclusão dos contornos no contrato de concessão da BR-135, administrada pela ECO 135.

De acordo com o Estado, o Anel Norte receberá R$ 100 milhões, com intervenções a iniciar em 2022. Já o Leste terá R$ 50 milhões, e o começo das obras está previsto para 2024.

O principal objetivo do projeto, segundo o governo, é a implementação de um contorno rodoviário que promete retirar os veículos pesados em trânsito pela zona urbana do município.

Além disso, as obras devem melhorar o acesso ao novo distrito industrial da cidade. A medida deverá gerar cerca de 2,8 mil empregos diretos e indiretos, ainda conforme o governo.

"O Norte de Minas passa a ter uma infraestrutura melhor, segura, com preservação das vias urbanas e manutenção menos onerosa. Isso é que o nosso governo quer. Queremos que o recurso público seja canalizado para levar melhorias para as pessoas", afirmou Zema, durante solenidade no município.

A BR-135 está passando por obras de ampliação. As intervenções foram anunciadas em abril, com a recuperação do pavimento, construção de faixas adicionais, obras de duplicação e implantação de passarela. Segundo o Estado, as intervenções entre os km 447 e 452 estão em fase de conclusão.

Leia mais:
Taxa de transmissão do coronavírus chega a 1,04 em BH; capital tem nível de alerta amarelo
Supremo Tribunal Federal inicia julgamento sobre verbas para pagamento de precatórios
Minas vacinou mais de 1,3 mil adolescentes com vacina não recomendada pela Anvisa, diz Queiroga