A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atualizou as exigências de armazenamento da vacina da farmacêutica estadunidense Pfizer, flexibilizando a temperatura de conservação das doses. 

Anteriormente, os frascos da vacina da Pfizer contra a Covid-19 tinham de ser guardados em temperaturas entre -90º e -60º. Com a mudança, o material pode ser armazenado em temperaturas entre -25º e -15º por um período de até duas semanas.

Após esse prazo, os frascos precisam ser mantidos na temperatura já autorizada, entre -90º e -60º. Se retirada do congelador, os recipientes podem ser armazenados por até cinco dias nas temperaturas entre 2º e 8º.

Segundo a Anvisa, estudos mostraram que a flexibilização da temperatura de conservação não prejudica a estabilidade do imunizante.

A vacina, denominada Comirnaty, foi registrada no Brasil pela Wyeth Indústria Farmacêutica. O composto químico obteve o registro definitivo da agência brasileira em fevereiro deste ano.

Leia Mais:
Aos 62 anos, Kalil será vacinado contra a Covid-19 nesta quarta em Belo Horizonte
Fique atento ao calendário de vacinação contra a Covid-19 em BH; confira no vídeo
Mais de 1 milhão de pessoas já receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19 em Minas