A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) prendeu, na tarde deste domingo (21), um homem de 36 anos suspeito de assaltar e agredir uma mulher, de 33, enquanto ia para o trabalho, nesta manhã, em Juatuba, na região Central de Minas, e fazer uma família refém enquanto fugia. O suspeito, que estava preso há 18 anos por diversos crimes, foi libertado da Penitenciária Nelson Hungria há dois meses.

A vítima do assalto conversou com o Hoje em Dia e contou que estava chegando a um ponto de ônibus, onde pegaria o coletivo para o trabalho, quando foi surpreendida. "Ele chegou, pulou no meu pescoço e me jogou no chão. Comecei a gritar por socorro. Naquele momento, ele pegou a mochila, com os meus pertences, e saiu correndo", lembra a mulher, que foi ajudada por um homem que passava pelo local.

Segundo o sargento Ronildo Ângelo, que acompanha a ocorrência, houve um temor de que o suspeito levasse a vítima para um matagal próximo ao local do fato. "Temíamos que ele a violentasse sexualmente, uma vez que ele tem, em sua ficha criminal, passagem por estupro", afirmou o militar, que participou das buscas pelo suspeito na cidade.

"Ele fugiu pulando muros de várias casas, quando fez reféns três pessoas de uma família, a três quilômetros aproximadamente de onde o assalto foi realizado. Lá, ele ameaçava com uma faca de porte avantajado", pontuou o sargento Ângelo. Foi necessária, conforme o policial, uma negociação para que o homem se entregasse e não ferisse ninguém da casa.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Plantão de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. De lá, o homem deverá ser encaminhado para uma unidade prisional.