Após ameaça de greve, Justiça proíbe caminhoneiros de bloquear rodovias mineiras

Raquel Gontijo
raquel.maria@hojeemdia.com.br
31/10/2021 às 11:30.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:09
 (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Justiça proibiu que caminhoneiros, organizadores, sindicatos e associações bloqueiem o trânsito em qualquer trecho das rodovias mineiras durante greve prevista para ocorrer nesta segunda-feira (1º) em vários estados do país. A pedido da Advocacia-Geral do Estado (AGE-MG), a Justiça deferiu uma liminar após a ameaça de paralisação nacional dos caminhoneiros. No caso do descumprimento da decisão, a multa é de R$ 50 mil por ato ou hora de bloqueio, limitado ao valor de R$ 1 milhão. 

O juiz Pedro Cândido Fiúza Neto determinou que em caso de efetiva realização de atos, parte da passagem deve ser resguardada para os demais usuários, bem como distância de 2 km de praças de pedágio. O magistrado decidiu ainda que "os réus se abstenham de usar de coação para a circulação e trabalho de outros motoristas, de impedir a prestação de serviços públicos e de ocupar prédios durante o período de realização de atos". 

Tanqueiros de Minas não vão aderir à paralisação 

Os tanqueiros de Minas Gerais informaram, nesta sexta-feira (29), que não irão aderir à paralisação nacional dos caminhoneiros. De acordo com o sindicato que representa a categoria, o Sinditanque-MG, os transportadores de combustível do Estado decidiram trabalhar normalmente no dia de protesto.

A decisão foi tomada depois que as reivindicações da categoria começaram a ser atendidas pelo governo estadual. Na última segunda-feira (25), o governador Romeu Zema (Novo) anunciou que a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), do diesel, será reduzida de 15% para 14%, por três meses, também a partir de segunda.  

Leia também:
Tanqueiros de MG não irão aderir à paralisação nacional dos caminhoneiros na próxima segunda-feira
Vinte e cinco suspeitos de roubo a banco são mortos em operação da PRF e PM, em Varginha

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por