A Defesa Civil de Belo Horizonte emitiu um alerta, na manhã desta segunda-feira (20), para risco geológico, por conta da constante chuva dos últimos dias na capital. Ou seja, as pessoas que moram em áreas propensas a escorregamentos do solo devem redobrar a atenção.

De acordo com o órgão, há um risco de moderado a alto de ocorrências de quedas de muros, deslizamentos, escorregamentos, erosões e sinais construtivos (trincas e rachaduras), em todas as regionais da capital mineira até terça-feira (26). Confira o alerta:

Nesta segunda-feira (25) a previsão meteorológica indica que o dia será de céu nublado a parcialmente nublado com chuva isolada, segundo a Defesa Civil. A temperatura mínima foi de 14°C, a máxima estimada é de 26°C e a umidade relativa mínima do ar em torno de 60% à tarde. 

Neste mês de novembro, ao menos duas regionais da capital registraram um índice pluviométrico considerável, se aproximando da média histórica para o período, que é de 239,8 mm. Na região Oeste, choveu 235,2 mm (ou seja, 98% do esperado para todo o mês), enquanto em Venda Nova foi registrado um volume de 193,4 mm (81%).

Nessas duas regionais estão os pontos mais críticos da cidade no quesito alagamentos: na região Oeste está a avenida Teresa Cristina, sempre ameaçada pelo transbordamento do ribeirão Arrudas e do córrego Ferrugem, e em Venda Nova fica a avenida Vilarinho. Essas duas vias já foram bloquedas neste mês por causa dos riscos de enchentes. 

Confira as recomendações da Defesa Civil para este período:

- Coloque calha no telhado da sua casa.
- Conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d'água.
- Não jogue lixo ou entulho na encosta.
- Não despeje esgoto nos barrancos.
- Não faça queimadas.

Sinais de que deslizamentos podem acontecer:

- Trinca nas paredes.
- Água empoçando no quintal.
- Portas e janelas emperrando.
- Rachaduras no solo.
- Água minando da base do barranco.
- Inclinação de poste ou árvores.