Após o Hoje em Dia publicar na edição de segunda-feira (20) o flagrante de alunos fumando maconha dentro das muretas do Instituto de Educação de Minas Gerais, em Belo Horizonte, a mãe de uma estudante transferiu a adolescente para outra escola. Ela entrou em contato com a reportagem e manifestou indignação com o que chama de “omissão”.

“Vocês mostraram o problema na frente da escola, mas tem aluno fumando maconha até dentro do banheiro e ninguém faz nada”, disse. 

A mãe da estudante afirma que estava ciente do problema há algum tempo. “Tentei denunciar para a imprensa, mas me pediam imagens. Agora que vocês mostraram, pedi a transferência da minha filha”.

Falta de prevenção estimula o consumo de drogas nas escolas públicas de BH

Estudantes não se intimidam com a movimentação na região Centro-Sul e usam drogas sem limites

Sem respaldo, professores tentam livrar alunos das drogas e ficam sujeitos a represálias

Recorrente nas escolas municipais de Belo Horizonte, uso de drogas provoca repetência

Para livrar alunos das drogas, escolas buscam intervenção artística da polícia

A subsecretária de Estado de Desenvolvimento da Educação Básica, Augusta Mendonça, afirma que foram tomadas várias medidas para evitar problemas relacionados às drogas nas escolas estaduais. Além de atividades extracurriculares, foi criada a disciplina Diversidade, inclusão e mundo do trabalho, com a participação de três professores de áreas diferentes.

A subsecretária também aponta o fortalecimento da educação integral e da rede de educação profissional como ações com o mesmo propósito.