O sistema eletrônico de estacionamento rotativo de Belo Horizonte apresentou instabilidade e ficou fora do ar na manhã desta segunda-feira (23). A BHTrans, empresa responsável por gerenciar o tráfego na capital, informou que, no período que o aplicativo ficou inoperante, os motoristas não foram multados.

"Como os sistemas eletrônicos do aplicativo do rotativo digital e o da fiscalização são interligados, quando há uma instabilidade, os dois param de funcionar", explicou, por nota. "Portanto, a autuação não acontece, do momento do início da ocorrência até o restabelecimento do sistema", frisou a BHTrans.

A empresa ainda garantiu que as infrações anotadas pela Guarda Municipal e a Polícia Militar, no período que o app não funcionou, também serão canceladas. 

O aplicativo do rotativo digital ficou fora do ar por 40 minutos.

rotativo digital
Com o novo Faixa Azul, as folhas de papel foram substituídas
 

Como funciona do modelo digital

O motorista que quiser efetuar a compra on-line deve entrar no site pbh.gov.br/bhtrans, verificar as plataformas disponíveis e fazer o download nos sistemas Android e iOS. Cada pessoa pode cadastrar duas placas simultaneamente. Ao acessar a plataforma, o usuário deverá adquirir o crédito por cartão ou boleto bancário – este último pode demorar até 48 horas para que a transferência seja efetivada.

Ao estacionar, o tempo de permanência será gerado logo após a ativação do sistema, independentemente da rua ou avenida escolhida. Hoje são oferecidos espaços com uma, duas, cinco ou 12 horas de uso. Os 30 minutos de bônus também estarão disponíveis em qualquer lugar, no mesmo dia ou em datas diferentes.

O crédito eletrônico e o bônus poderão ser usados em mais de uma área. Para isso, basta respeitar o tempo máximo de permanência indicado nas placas. Quem não tiver um smartphone nem interesse em fazer a compra pelo aparelho poderá procurar um dos 560 pontos de venda, como bancas, farmácias e lanchonetes. Além de comercializar os créditos, os estabelecimentos irão liberar o sistema.

Vagas

Atualmente, a cidade conta com mais de 23 mil vagas que, respeitadas, podem gerar mais de 100 mil oportunidades de estacionamento. Estacionar em desacordo com a legislação de trânsito é infração grave, com multa de R$ 195,23 e perda de cinco pontos na carteira. 

A utilização do rotativo custa R$ 4,40 e é válida para qualquer dos tempos regulamentados (1h, 2h, 5h ou 12h). 

Clique aqui e confira os aplicativos credenciados na BHTrans