O bebê doado pela mãe a um casal do Rio de Janeiro já está com o pai, o vigilante Jhoney Lima Santos Nulhia, de 24 anos. Segundo a Polícia Civil (PC), a criança juntamente com o pai desembarcaram no aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, no ínicio da madrugada desta terça-feira (26).

O filho do casal de apenas dois meses havia sido entregue pela mãe, Renata Soares da Costa, de 19 anos, a um casal de adolescentes, no último sábado (23), no centro de Belo Horizonte. Após entregar a criança, Renata simulou um sequestro.

 

Após falso sequestro, bebê doado pela mãe a casal carioca volta para os braços do pai

O vigilante, acompanhado pelo superintendente de Investigações e Polícia Judiciária da Polícia Civil, Jeferson Boltelho, pelo delegado Wanderson Gomes e mais dois investigadores do Deoesp, viajaram no início da noite dessa segunda-feira (25), em um avião do Governo de Minas até o Rio de Janeiro, para reencontrar com o filho. O bebê foi localizado em uma casa na Vila Valquíria, na região de Jacarepaguá.

A esposa de Jhoney, confessou que entregou o filho depois de seguidas negociações, via e-mail, com o casal de adolescentes. Antes, ela havia dito que o bebê foi arrancado à força de seu colo, no centro de Belo Horizonte. Após a confissão, ela foi autuada em flagrante e está presa na capital. O casal de adolescentes está apreendido no Rio de Janeiro. A Polícia Civil dá prosseguimento ao inquérito para apurar as circunstâncias e a motivação do crime, além de apurar se há outros envolvidos, já que o pai da criança também é considerado vítima no caso.