Após invadir um salão de festas, três homens entraram em uma residência vizinha ao estabelecimento e fizeram mulher refém no final da tarde desta quinta-feira (30), no bairro Braúnas, região Norte de Belo Horizonte. A vítima, de 59 anos, teve uma arma apontada para a cabeça e só foi libertada depois de em torno de duas horas de negociação. Ela chegou a ser agredida com "gravata", mas saiu ilesa.
 
De acordo com a Polícia Militar, Felipe Junio dos Santos Pires, de 24 anos, Humberto Danilo Dias, de 26, e Bruno Bernardino de Oliveira, de 27, foram detidos após vizinhos das vítimas desconfiarem da estranha movimentação nos dois imóveis invadidos e acionarem militares do 49º Batalhão.
 
Os policiais foram informados que três assaltantes haviam parado um Ford Ka preto em frente à casa da rua Dora Tomich Laender, onde os oficiais encontraram dois deles. Ao notar a presença da polícia, um detido agarrou a vítima pelo pescoço e ameaçou matá-la. No entanto, após longa conversa, ele se entregou, assim como seu comparsa. O terceiro suspeito foi encontrado minutos depois.
 
O trio foi reconhecido pela dona do salão de festas e ela contou aos militares que os criminosos a obrigaram a encostar escada em parede para eles terem acesso ao muro da residência da segunda vítima. Antes da polícia chegar, os suspeitos já haviam tirado televisão da parede e perguntado várias vezes pelo cofre.
 
Com os detidos, foram apreendidos dois revólveres de calibres 32 e 38 carregados, um Fiat Palio com documentação atrasada e o Ka denunciado. O último veículo foi tomado de assalto no último dia 21, em Pedro Leopoldo, na região metropolitana da capital mineira.
 
Pires, Dias e Oliveira foram encaminhados à Delegacia de Plantão de Venda Nova e são suspeitos de ser os autores de vários outros arrombamentos de imóveis registrados na região Norte de BH.