A Polícia Civil está investigando o atropelamento de uma mulher de 27 anos, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. O autor seria o ex-companheiro dela, de 32 anos, que não aceitava o fim do relacionamento. O casal tem um filho de três anos.

De acordo com a Polícia Militar, nessa quinta-feira (3), a vítima estava sentada com outras pessoas em uma calçada da rua Odontólogo, no bairro Jardim das Palmeiras, quando um carro em alta velocidade subiu no passeio, quebrou uma árvore e prensou a jovem contra o muro de uma casa. 

Em seguida, o homem deu ré no carro e tentou jogá-lo novamente contra a ex. 

Após a tentativa de homicídio, ele fugiu e o veículo Celta que ele dirigia foi encontrado na casa de uma vizinha. No carro, a PM encontrou uma barra de ferro e um facão. 

A mulher foi socorrida para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ela estava consciente, mas teve escoriações pelo corpo e suspeita de fratura na perna. Ela também se queixava de dores na região lombar. 

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, a vítima possui uma medida protetiva contra o ex-companheiro e, desde o ano passado, ela registra boletins de ocorrência de ameaça e lesão corporal, mas o agressor segue solto.

O homem não foi localizado.