O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou, nesta quinta-feira (6), mais mudanças que flexibilizam o funcionamento do comércio em BH a partir deste sábado (8).

Dentre elas, feiras e clubes serão reabertos. E estabelecimentos comerciais que não tinham autorização para funcionar aos domingos - como padarias, supermercados, sacolões, açougues, lojas de materiais de construção - também poderão abrir as portas.

A exceção é para bares e restaurantes, que continuarão fechados aos domingos, mas tiveram o horário de funcionamento ampliado de segunda a sábado para das 11h às 19h, com consumo de bebida alcoólica. Retirada no local e entrega em domicilio continuam autorizadas, sem restrição de dia e horário.

Os protocolos sanitários de todas as atividades constam neste link. O decreto com as autorizações será publicado nesta sexta-feira (7). Veja abaixo como ficará o funcionamento das atividades a partir deste sábado (8): 

Essenciais

- Padarias (permitido o consumo no local): diariamente, entre 5h e 22h;
- Comércio varejista de laticínios e frios: diariamente, entre 7h e 21h;
- Açougue e Peixaria: diariamente, entre 7h e 21h;
- Hortifrutigranjeiros: diariamente, entre 7h e 21h;
- Minimercados, mercearias e armazéns: diariamente, entre 7h e 21h;
- Supermercados e hipermercados: diariamente, entre 7h e 22h;
- Comércio varejista de mercadorias em lojas de conveniência ou similares (vedado o consumo no local): segunda-feira a sábado, entre 7h e 18h;
- Artigos farmacêuticos: diariamente, sem restrição de horário;
- Artigos farmacêuticos, com manipulação de fórmula: diariamente, sem restrição de horário;
- Comércio varejista de artigos de óptica: diariamente, sem restrição de horário;
- Artigos médicos e ortopédicos: diariamente, sem restrição de horário;
- Tintas, solventes e materiais para pintura: diariamente, entre 7h e 21h;
- Material elétrico e hidráulico, vidros e ferragens: diariamente, entre 7h e 21h;
- Madeireira: diariamente, entre 7h e 21h;
- Material de construção em geral: diariamente, entre 7h e 21h;
- Combustíveis para veículos automotores: diariamente, sem restrição de horário;
- Peças e acessórios para veículos automotores: diariamente, entre 8h e 17h;
- Agências bancárias: instituições de crédito, seguro, capitalização, comércio e administração de valores imobiliários: diariamente, sem restrição de horário;
- Casas lotéricas: diariamente, sem restrição de horário;
- Restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos congêneres no interior de hotéis, pousadas e similares, para atendimento exclusivo aos hóspedes: diariamente, sem restrição de horário;
- Celebração presencial de cultos, missas e demais atividades de caráter coletivo: diariamente, sem restrição de horário.

Veja todas as atividades essenciais e horários neste link.

Não essenciais

- Cabeleireiros, manicures e pedicures: segunda-feira a sábado, sem restrição de horário;
- Atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza: clínicas de estética: segunda-feira a sábado, sem restrição de horário;
- Atividades autorizadas em funcionamento no interior de shopping centers: segunda-feira a sábado, entre 10h e 21h;
- Atividades de condicionamento físico: academia, centro de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico, inclusive no interior de galerias de lojas, centros de comércio e shopping centers: segunda-feira a sábado, sem restrição de horário;
- Atividades presenciais em creche e escola de ensino infantil: segunda-feira a sábado, sem restrição de horário.

Veja todas as atividades não essenciais e horários neste link.

Leia mais:
Taxa de incidência da Covid-19 em BH está mais de 50% acima que o ápice da pandemia
Chanceler brasileiro diz que pretende ampliar relações com China
Kalil amplia funcionamento de bares e restaurantes em BH e anuncia abertura de feiras e clubes