No dia 2 de setembro de 2011, o motoboy Marcelo dos Santos Pereira, de 44 anos, morreu após cair de um viaduto da avenida Cristiano Machado no bairro da Graça, na região Leste de Belo Horizonte. Após quase oito anos, o suspeito de tê-lo empurrado do alto da estrutura durante uma briga de trânsito, que permaneceu em liberdade durante todo esse tempo, finalmente será julgado. O réu, R.R.S., que tinha 20 anos na época do crime, irá a júri popular nesta sexta-feira (14), no Fórum Lafayette. 

Conforme o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) indica que a vítima foi empurrada do viaduto após uma discussão por conta de uma manobra feita pelo motoboy em frente ao suspeito, que também atuava como motofretista. 

No dia, após a vítima desabar da altura e ser atropelado por um carro, o acusado deixou o local. Ele não foi preso na época por ter se apresentado espontaneamente após o fim do período do flagrante. Ele argumentou que não prestou socorro à vítima por sequer ter percebido que ele havia caído do viaduto.

O início do julgamento, que será presidido pelo juiz Ricardo Sávio de Oliveira, está previsto para as 9h no 1º Tribunal do Júri. A acusação do caso será feita pelo promotor José Geraldo de Oliveira, enquanto a defesa do réu fica a cargo dos advogados Erika Cristina Diniz Gomes, José Henrique dos Santos, Maurício Lopes de Paula, Michel Wencland Reiss e Tarcício Maciel Chaves de Mendonça. 

Leia mais:
Rapaz é espancado até sofrer convulsão por defender garota agredida pelo namorado; veja o vídeo
Idosa dá 'gravata' e desacorda mulher em briga de trânsito em Poços de Caldas; assista ao vídeo
Briga de trânsito termina com pedestre baleado em Pedro Leopoldo; autor seria agente penitenciário