Após a suspensão do aumento da tarifa do metrô de Belo Horizonte, as tarifas da integração do Sistema Metropolitano também voltam a ser reduzidas para as linhas de ônibus da capital e Região Metropolitana. A Subsecretaria de Regulação de Transportes informou que já comunicou as empresas para adotarem providências necessárias para o retorno do valor da tarifa integrada de R$ 1,53, a partir desta quarta-feira (21).

Após o reajuste e antes da decisão judicial para abaixar a tarifa, o valor havia subido para R$ 2,88. Ao todo, 235 linhas do sistema metropolitano de transporte de passageiros são integradas ao metrô e o sistema transporta cerca de 360 mil pessoas por mês. O total de gastos diários com a nova tarifa varia de acordo com a linha de ônibus que o usuário utiliza. 

Confira os valores das passagens

tabela

Na segunda-feira (19), após a Justiça Federal determinar a suspensão do aumento, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou ter recebido a notificação e o valor de R$ 1,80 voltaria a valer a partir desta quarta-feira (21). 

A CBTU informou ainda que vai recorrer mais uma vez para tentar o reajuste, considerado uma recomposição tarifária. Segundo a companhia, as passagens do metrô de Belo Horizonte estão há 12 anos sem nenhum reajuste.

A Justiça Federal determinou no dia 16 de novembro nova suspensão do reajuste da tarifa do metrô de Belo Horizonte. O aumento de 89% passou o bilhete de R$ 1,80 para R$ 3,40 e entrou em vigor em 14 de novembro.

Leia mais:
Tarifa do metrô de BH só volta a R$ 1,80 na quarta-feira
CBTU é notificada e bilhete volta a custar R$ 1,80 em BH 
Três dias após decisão judicial, passageiros continuam pagando R$ 3,40 pelo bilhete do metrô