Um mês após o desastre que deixou ao menos 179 mortos, as buscas por corpos em Brumadinho não têm previsão para serem encerradas. Segundo o Corpo de Bombeiros, a corporação trabalha com apenas duas hipóteses de término dos trabalhos: a primeira, se todos os corpos foram encontrados. A segunda, de acordo com o tenente Pedro Aihara, se os segmentos corporais estiverem com alto nível de decomposição.

Em coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (25), o tenente explicou que não existe um protocolo internacional que consiga determinar um tempo para que os corpos cheguem a esse alto nível de decomposição e que, por isso, as buscas seguem. "Enquanto não atingir esse patamar, o Corpo de Bombeiros continuará aqui, em Brumadinho, de maneira ininterrupta. Não há nenhuma outra possibilidade de término das operações", cravou o tenente Aihara. Em Mariana, foi possível fazer identificação de corpos, de acordo com ele.

Em seu pronunciamento, o militar ainda disse que a área do refeitório, onde havia o maior número de trabalhadores da Vale no momento do rompimento, já foi totalmente finalizada. Áreas como o almoxarifado e vestiário, segundo ele, também foram escavadas. O local onde ficava a pousada, no entanto, ainda precisa passar por uma vistoria.

Maior operação

O tenente acrescentou que os trabalhos aéreos em Brumadinho são superiores ao do Aeroporto Internacional de Confins, na Grande BH. "É a maior operação de salvamento realizada no Brasil, inclusive do ponto de vista aéreo. Em Confins, existe um fluxo médio de pouso e decolagem de 260 por dia. Aqui, durante os 30 primeiros, a gente teve a média de 299 por dia", disse. "Isso mostra realmente o tamanho da operação".

buscas brumadinho   
Os helicópteros continuam trabalhando no resgate de corpos em Brumadinho

Ele também destacou o trabalho dos militares e do envolvimento de outras entidades. "Se pensarmos, são mais de 10 quilômetros quadrados de área, com mais de 11 milhões de metros cúbicos de rejeitos, e nós já termos conseguido acessar mais de 300 materiais humanos mostra o quão empenhada está a frota para que o trabalho seja finalizado o mais rápido possível, e com o maior conforto para as famílias", finalizou.