Os alunos de uma escola pública de Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha, que fizeram uma vaquinha para conseguirem representar o Brasil na Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras, em Taiwan, conquistaram a medalha de bronze na competição, que terminou nesta quinta-feira (8), na Ásia. 

Thais Pereira, Eric Soares, Gabriel Lopes, João Lemos, João Mota e Vitor Martins, estudantes do 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Presidente Costa e Silva, viajaram acompanhados do professor de matemática Adaigisio Soares, de 46 anos, incentivador dos jovens.

A vaquinha, que mobilizou as redes sociais, alcançou o valor esperado de R$ 78 mil e eles conseguiram participar, pela primeira vez, da olimpíada. 

A Olimpíada

A Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras (OIMSF) é a seção brasileira do evento internacional Mathématiques sans Frontières, criado em 1989, e organizado pela Association Mathématiques sans Frontières, com sede em Strasbourg, na Alsácia, na França. No Brasil, a OIMSF é organizada pela Rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento (Rede POC).

Para concorrerem na competição internacional, estudantes de escolas públicas e privadas brasileiras, matriculados regularmente nos ensinos fundamental (I e II) e médio (regular, suplência ou técnico), fizeram prova mundial e on-line no dia 5 de abril. 

Foi o resultado dessa prova que motivou a Rede POC a convidar os meninos de Minas Novas para integrarem a delegação brasileira. Ao todo, os estudantes da cidade mineira conquistaram quatro medalhas: ouro estadual e ouro nacional, com o 9º ano; e ouro estadual e prata nacional com o 3º ano.

Leia mais:
Após doações, alunos do Jequitinhonha embarcam para olimpíada de matemática em Taiwan
Alunos de escola estadual, feras da matemática criam vaquinha on-line para competir na Ásia