Apesar do acerto feito pelo governo de Minas, nessa quarta-feira (29), da segunda parcela do salário de julho, que estava atrasada desde segunda-feira (27), os servidores do Ipsemg decidiram entrar em greve por tempo indeterminado, nesta quinta-feira (30), em todas as unidades do Estado. 

O Sindicato dos Servidores do Ipsemg afirma que nem todos os funcionários foram pagos. De acordo com Maria Abadia de Souza, presidente da entidade, muitos profissionais registraram o pagamento, mas há outros que não tiveram o dinheiro creditado. 

"Queremos o pagamento em dia e a garantia de que isso não vai acontecer de novo", disse. O parcelamento, ainda segundo Maria Abadia, é feito desde 2016. 

Sem garantia

A Secretaria da Fazenda afirmou, em nota, que fez o depósito para todos os funcionários na ativa. No entanto, o depósito para parte dos inativos e pensionistas deverá ser feito até sexta-feira (31). 

A pasta não descarta novos atrasos. A terceira parcela, que estava programada para o dia 31, deverá ser depositada na próxima semana.  

Leia mais:
Servidores do Ipsemg de todo o estado entram em greve nesta quinta
Servidores cruzam os braços na Cidade Administrativa em protesto contra atraso de salários