“Foi um horror. Um rio bravíssimo. Fiquei boquiaberto, subi numa mesa e fiquei esperando a água baixar”, contou o aposentado Sérgio Lopes, de 70 anos se referindo aos momentos de terror que passou na terça-feira (28), quando estava com amigos no restaurante Verdinho, no São Bento, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Na ocasião, a avenida Prudente de Morais foi tomada por uma enchente com forte correnteza.

Nesta quinta-feira (30), Lopes caminhou pela via avaliando os estragos causando pelo temporal, relatatando que só restou muita poeira e lixo. “Isso aí é água de esgoto e tá todo mundo aspirando”, disse.

Para ele, o estrago já era esperado, já que o Córrego do Leitão, que passa sob a Prudente, foi canalizado. “Eles tamparam ele, a gente já esperava que, quando houvesse uma chuva com aumento maior igual teve, isso aí iria ocorrer. Eles não tomaram providência. O que ocorreu foi isso”, completou.

 

b2530c6c-aea3-4f10-9bf0-1e2c5788b208.jpg

No local, o trânsito que foi interrompido até quarta-feira, fluia normal nos dois sentidos, na altura do bairro Cidade Jardim, apesar da sujeira. Pelo percurso da via, caminhões da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) fazem a coleta de entulho e comerciantes lavavam fachadas das lojas. 

“Assustou demais. Não sabíamos qual a proporção pior ainda poderia ganhar. A chuva não parava”, lembrou a comerciante Paula Soares, de 37 anos.



Leia mais:
Veja quais ruas e avenidas de BH estão interditadas nesta quinta
Pelo menos 13 ruas e avenidas estão interditadas por causa de estragos da chuva
O motivo da destruição: chuva ganhou velocidade no asfalto e não encontrou solo para ser absorvida