Quarenta e quatro idosos de um lar de permanência foram contaminados com a Covid-19 no local em Uberaba, no Triângulo Mineiro, na semana passada. Seis funcionários também foram infectados. O surto da doença resultou na interdição do espaço pela Vigilância Sanitária.  

Ao todo, 59 pessoas residem no espaço. De acordo com a administração municipal, a instituição acionou o Departamento de Epidemiologia da prefeitura, na sexta-feira passada (20), e informou que um trabalhador foi afastado e um interno levado para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) com sintomas do novo coronavírus.

Conforme o Executivo, ambos receberam atendimento médico e a assistência permanece sendo ofertada nesta semana ao idoso, que não teve a idade divulgada. Já na segunda (23), todos os moradores do asilo sintomáticos foram testados, sendo confirmados 23 casos da doença. Além deles, cinco funcionários também positivaram. O local passou por inspeção da prefeitura nessa data.

O número de pessoas com sintomas, no entanto, subiu para 50 no dia seguinte, quando mais dois internos passaram por exame. Com isso, 44 idosos e seis funcionários, sendo eles um trabalhador da cozinha e cinco cuidadoras, testaram positivo.

Interdição

Devido à situação, a Vigilância Sanitária do município interditou o lar de permanência na terça-feira "para as providências de controle da situação, considerando-se também a insuficiência de profissionais cuidadores".

Ainda conforme a prefeitura, foi providenciada a sanitização do local, com isolamento dos internos positivos. "Técnicos da Saúde Municipal seguem monitorando a situação e adotam os procedimentos necessários para a assistência aos internos", informou o Executivo, em nota.

Leia mais:
BH abre cadastro escolar dia 30 de agosto e cria central de atendimento para as famílias
Casal mata crianças de 4 e 10 anos em suposta prática ritualística e esconde corpos na Grande BH
Homem tenta matar a ex-namorada e é esfaqueado pela mãe dela em Betim, na Grande BH