Um assaltante lutou e foi baleado por um sargento lotado do 16º Batalhão da Polícia Militar (PM) na tarde desta quinta-feira (15), no bairro Padre Eustáquio, na região Noroeste de Belo Horizonte. Jiemerson Martins Ribeiro, de 23 anos, foi atingido por pelo menos três tiros depois de tentar roubar o policial militar, que estava à paisana.
 
De acordo com o capitão Almeida, da 9ª Companhia do 34º Batalhão da PM, o jovem e mais dois comparsas cercaram o sargento pouco tempo depois de ele sair de uma agência bancária da rua Padre Eustáquio em uma motocicleta. "Dois suspeitos, que também estavam em uma motocicleta, fecharam o policial e Ribeiro, o garupeiro, desceu e apontou um revólver para o policial. No entanto, o sargento segurou a arma do suspeito, quando os dois lutaram, rolaram no chão e a arma disparou acidentalmente. Por sorte, os disparos não atingiram o colega", conta o capitão. Na sequência, o garupeiro e o terceiro assaltante fugiram, sendo o último em um Fiat Uno usado como cobertura durante a frustrada tentativa de assalto.
 
Mesmo ferido, o assaltante baleado conseguiu correr por cerca de cinco quarteirões, mas foi seguido pelo sargento e alcançado. Em seguida, com a ajuda da vítima, outros policiais conseguiram deter o piloto da motocicleta usada no crime, Kaique Durães de Almelda, de 20 anos. O suspeito, que já era conhecido do meio policial por prática de assalto a banco e a joalherias, foi achado no bairro Serrano, na Pampulha. O comparsa da dupla, Leandro Luiz Pedrosa Campos, de 22 anos, foi preso na sequência e ainda estava com o Fiat Uno.
 
Ainda segundo o capitão Almeida, o suspeito ferido foi encaminhado ao Hospital Odilon Bherens com ferimentos na cabeça, no peito e na barriga. "Ele teve que passar por cirurgia", diz o policial. O sargento sofreu apenas algumas escoriações pelo corpo.
 
Campos e Almeida foram levados para a Central de Flagrantes (Ceflan), no bairro Floresta, na região Leste da capital mineira.