Associações de catadores começam a receber R$ 464 mil em pagamentos do Bolsa Reciclagem

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
15/06/2021 às 18:05.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:11
 (Divulgação/ Asmare)

(Divulgação/ Asmare)

Vinte e quatro associações de catadores de materiais recicláveis começaram a receber o repasse de R$ 464 mil do governo de Minas destinado ao Bolsa Reciclagem. De acordo com o Estado, a medida deve beneficiar 550 trabalhadores do setor.

Conforme a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), o Bolsa Reciclagem é um programa que concede incentivo financeiro trimestral para cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis para estimular a segregação, o enfardamento e a comercialização de materiais como papel, papelão, plásticos, metais, vidros e outros resíduos pós-consumo.

O programa conta atualmente com 145 associações cadastradas, sendo que 108 estão com a documentação em dia e são consideradas aptas a receber o repasse. A remuneração é feita a partir da quantidade e do tipo de materiais que são coletados nas ruas dos centros urbanos de Minas Gerais.

Repasse

O repasse de R$ 464 mil é proveniente de emenda parlamentar aprovada pela Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e é referente ao terceiro trimestre de 2018, passivo deixado pela administração anterior do Estado.   

Segundo a Semad, os valores relativos ao programa são depositados diretamente na conta das associações e variam conforme a produtividade de cada entidade beneficiada, sendo repassados integralmente ou em porcentagem mínima de 90% aos associados.

"Cada associação ou cooperativa deve prestar contas dos recursos recebidos a partir da apresentação de extrato bancário comprovando o depósito do incentivo, bem como o repasse aos catadores por meio de cheque, transferência bancária ou ordem de pagamento nominal", informou, em nota. 

Com o atual repasse, a Semad chega ao montante de R$ 6,7 milhões destinados ao programa desde a sua retomada, em dezembro de 2019.

"O Bolsa Reciclagem é o primeiro programa de pagamento por serviços ambientais urbanos do país a ser executado por um Estado. Esse pioneirismo se relaciona diretamente com os objetivos da Semad, que busca sempre aliar desenvolvimento e sustentabilidade na construção de um meio ambiente social e ecologicamente equilibrado para todos os mineiros", declarou a chefe da Semad, Marília Melo.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por