Muitos pais ou responsáveis que precisarão deixar seus bebês em berçários e escolinhas maternais em Belo Horizonte já devem começar a preparar o bolso. De acordo com uma pesquisa feita pelo site Mercado Mineiro, a mensalidade nesses locais para 2020 aumentou até 9% se comparada com o ano vigente.

O estudo, feito em 28 berçários e 35 escolinhas nas últimas terça, quarta e quinta-feiras (12, 13 e 14), mostrou também que a variação de preços de uma instituição para outra é grande. Veja abaixo:

Berçário meio período

Manhã (7h às 13h): almoço, banho e atividades pedagógicas.
Tarde (13h às 19h): jantar e atividades pedagógicas.
Mensalidade: entre R$ 300,00 e R$ 1.932,00, diferença de 544%. 

Berçário período integral

7h às 19h: almoço, banho, seguro escolar e atividades pedagógicas, com dois professores em sala.
Mensalidade: varia 435%, podendo custar entre R$ 500,00 e R$ 2.675,00.

Escolinhas 

Integral: de R$ 450,00 até R$ 3.050, variando 577%.
Manhã: de R$ 430,00 a R$ 1.799,00, variando 318%.
Tarde: entre R$ 280,00 e R$ 1.799,00, diferença de 542%.

Preços subiram

O site de pesquisas também trouxe um estudo sobre os preços deste ano em comparação aos previstos para 2020. Veja abaixo os números: 

Maternal

Matrícula: aumento de 5%, passando de R$ 603,46 para R$ 633,62.
Mensalidade manhã: de R$ 993,19 passou para R$ 1.082,21 (aumento de 8,96%).
Mensalidade tarde: aumento de 9,20% (passou de R$ 946,89 para R$ 1.034,03).
Mensalidade integral: aumento de 5,80%, passando de R$ 1.538,38 para R$ 1.627,68. 

Berçário

Meio período: 8% de aumento, passando da média de R$ 1.063,14 para R$ 1.148,49.  
Integral: 6% de aumento, passando da média de R$ 1.564,57 para R$ 1.659,19 em 2020.

Leia mais:
Instituições financeiras elevam expectativa de inflação para 3,33%
Receita paga nesta segunda-feira 6º lote de restituição do Imposto de Renda