Trabalhar em casa não está sendo fácil para muitas pessoas. Sem um ambiente adequado, cama, sofá e até o chão viraram locais para o home-office. O perigo está na falta de atenção com a postura e o tempo prolongado nesses locais que foram adaptados para a realização das atividades.

Dores nas costas, nos pés e nos ombros passaram a ser as principais queixas nas clínicas de fisioterapia. Desde o início da pandemia e da necessidade do trabalho remoto, o número de atendimentos vem crescendo.    

Fisioterapeuta, sócio-proprietário do Centro de Reabilitação e Condicionamento Físico (FortaleSer), Felipe Pimenta Moraes diz que cuidados simples fazem a diferença para um home-office mais confortável e saudável.

O primeiro deles é ter um local minimamente apropriado para trabalhar, com uma mesa, uma cadeira e uma boa iluminação. Sofá e cama nunca devem ser usados para as atividades, porque não proporcionam a postura correta do corpo que deve estar em um ângulo de 90 graus.

A distância para o computador deve ser entre 50 e 70 centímetros (cm) e a tela deve estar na altura dos olhos para não comprometer o pescoço e os ombros. A cadeira deve ter um encosto mais reto possível para que não haja muita inclinação do corpo.

“Criar o hábito de fazer pequenas pausas a cada 40 minutos é fundamental para a saúde do corpo”, diz Felipe Pimenta Moraes. Segundo ele, a postura sustentada, ou seja, ficar na mesma posição durante um longo período de tempo, é extremamente prejudicial para a coluna.

O fisioterapeuta aconselha ainda fazer exercícios de alongamento para evitar dores nas costas.

Acompanhe a entrevista na íntegra.