Integrantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) estão acampados em frente à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) no Santo Agostinho, na manhã desta quarta-feira (11).

De acordo com uma das assessoras de imprensa do grupo, Rafaella Dotta, os manifestantes vão passar o dia todo em um ato público em frente à Casa e, às 18h, devem se reunir com o presidente da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Mauro Borges.

“Eles reivindicam o pagamento de indenizações e de acordos coletivos não cumpridos. E também são contra o preço da conta de luz, pois tanto o ICMS, quanto o preço do kilowatt, estão muito caros”, explicou.

O movimento defende indenizações e maior apoio a pessoas que moravam em áreas que precisaram ser inundadas para construção de pequenas e grandes barragens, e hidrelétricas.