A primeira audiência que apura os responsáveis pelo desabamento do viaduto Batalha dos Guararapes, na avenida Dom Pedro I, no bairro Planalto, na região Norte de Belo Horizonte, será realizada nesta sexta-feira (23), no Fórum Lafayette. A tragédia, ocorrida 3 de julho de 2014, em plena Copa do Mundo, matou duas pessoas e feriu outras 21.

Nessa primeira audiência serão ouvidas as testemunhas de acusação, que são 34 ao todo.  Os acusados, por sua vez, arrolaram 77 testemunhas.O Ministério Público (MP) denunciou 11 pessoas como responsáveis pelo acidente. Os réus atuavam à época nas empresas Consol, responsável pelo projeto, Cowan, responsável pela execução da obra, e Sudecap, responsável pela fiscalização da obra. 

De acordo com a denúncia do MP, acatada pela Justiça, a queda do viaduto ocorreu por falhas cometidas pelas empresas e pelo poder público. A tese defendida pela acusação é que houve corresponsabilidade dos três: erro de projeto e falta de revisão da Consol, erros de projeto e na execução da Cowan, e falta de fiscalização da Sudecap.

Os trabalhos serão presididos pelo juiz Marcos Henrique Caldeira Brant, titular da 11ª Vara Criminal de Belo Horizonte, onde o processo tramita. 

Para as famílias das vítimas da queda do viaduto, só medidas urgentes na época da tragédia