Os estudantes da rede municipal de ensino voltam às aulas, de forma remota, nesta segunda-feira (1º) na capital. Segundo informações divulgadas pela Secretaria Municipal de Educação (Smed), este ano os alunos cumprirão uma carga horária de 1.600 horas, referentes aos calendários escolares de 2020 e 2021. 

As aulas serão de forma remota, por conta da pandemia da Covid-19. Segundo uma portaria que define a reorganização dos calendários nas escolas municipais de ensino fundamental e na Educação de Jovens e Adultos (EJA), os colégios "deverão organizar os processos de ensino em um continuum de dois anos escolares, performando uma trajetória ininterrupta de aprendizagens, de modo a integralizar a carga horária letiva legalmente prevista para os anos de 2020 e de 2021". 

As atividades têm término previsto para 23 de dezembro e o cumprimento dos calendários de 2020 e 2021 será realizado pelos estudantes por meio de atividades pedagógicas não presenciais, por meios digitais ou impressos. Para as mídias digitais, segundo as informações repassadas, todas as possibilidades são válidas, como plataformas virtuais, aplicativos de mensagens instantâneas e redes sociais da escola. Os meios a serem utilizados serão avaliadas por cada instituição.

Aula presencial
A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou que avalia um retorno às aulas presenciais a partir de 1º de março, especialmente a educação infantil. O aprendizado dentro das salas de aula está suspenso desde o ano passado por conta da pandemia da Covid-19.

A secretária municipal de Educação, Ângela Dalben, afirmou que a retomada depende da continuação da desaceleração dos índices de monitoramento do novo coronavírus na cidade.