A Santa Casa de Belo Horizonte deve liberar, ainda nesta semana, mais 20 leitos de UTI para tratamento de Covid-19, devido ao aumento de casos na capital mineira. Com uma taxa de ocupação de 98% dos leitos de UTI e 90% de enfermaria para pacientes com coronavírus, o objetivo do hospital é chegar a 40 leitos em 15 dias.

A Santa Casa também começa a ampliar o número de leitos de enfermaria. De hoje para amanhã, devem ser inaugurados mais 17, somando-se aos 129 (adulto) e 20 (pediatria) já existentes. Desde março, de acordo com Mara Moura, superintendente de serviços hospitalares, a Santa Casa vem contratando profissionais como antecipação ao número de casos de Belo Horizonte. "Temos algo em torno de 330 contratados até agora, dentro de uma programação que previa o aumento no número de leitos", registra.

Para a ampliação dos leitos de UTI, pacientes de outras doenças estão sendo remanejados para o São Lucas, que possui leitos ociosos. "Não queremos deixar de ofertar (leitos) para outras patologias".

A Santa Casa possui atualmente 50 leitos de UTI para quem foi infectado pelo novo coronavirus. Dependendo da evolução da doença na capital mineira, poderá dobrar para 100. "Estamos avaliando junto à Secretaria Municipal de Saúde e, se precisar, podemos chegar a 692 leitos, 100 deles de UTI e 592 de enfermaria, incluindo as pessoas com síndrome respiratória", afirma a superintendente.

Por uma decisão estratégica, para proteger os pacientes, a Santa Casa se dividiu em duas unidades com entradas distintas. O Hospital Respiratório se destinará ao atendimento de Covid-19 e o Hospital Geral para as outras 35 especialidades médicas.