O bilhete do metrô de Belo Horizonte vai ficar mais caro a partir deste domingo (5) e quem utiliza as linhas metropolitanas integradas com o Cartão Ótimo também vai pagar mais caro pela viagem.

De acordo com a  Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), com a implementação do reequilíbrio tarifário a partir de zero hora a tarifa de integração das linhas do Sistema de Transporte Metropolitano, feitas somente com a utilização do Cartão Ótimo, terá um aumentado R$0,50.

Para quem não utiliza a integração com o metrô, a tarifa permanece inalterada. 

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) vai alterar o valor de R$ 1,80 para R$ 2,40 a partir de 5 de maio. Este será o primeiro de uma série de aumentos, como ficou acordado em audiência de conciliação realizada na Justiça Federal. Em março de 2020, no fim do reajuste, a tarifa vai chegar a R$ 4,25, acima dos 88% anunciados pela Companhia e que virou alvo de uma longa batalha judicial. 

A CBTU diz que não aumenta a passagem há 13 anos por causa da política tarifária de governos anteriores e que agora, se não houver o reajuste, o metrô pode parar.

Veja a relação das tarifas das linhas metropolitanas ao utilizar a integração com o metrô, a partir de 5/5/2019:

Leia mais:
Reajuste do metrô é adiado para domingo
Reajuste da tarifa do metrô de BH chegará a 136% em apenas um ano
MPF pede à Justiça Federal a suspensão do reajuste da tarifa do metrô