Belo Horizonte precisa de cerca de 30 mil doses para cada faixa etária a ser ampliada na campanha de vacinação contra a Covid-19. A informação foi dada pelo subsecretário de Promoção e Vigilância à Saúde, Fabiano Pimenta.

Até esta terça-feira (27), a capital mineira imunizou, além dos grupos prioritários da vacinação, pessoas com 37 anos ou mais. Na quinta (29), será a vez daqueles com 36. Para ampliação de novas idades, a administração municipal aguarda a chegada de mais doses de imunizantes.

“A ampliação do público depende basicamente do recebimento de doses de vacinas que assim o permita. Nós precisamos de cerca de 30 mil doses para cada faixa etária que será ampliada. Se nós recebermos 30 mil, é possível ampliar para 35 anos”, disse o representante da pasta em entrevista à Rádio Itatiaia.

Ainda de acordo com Fabiano Pimenta, a campanha será ampliada tão logo novas vacinas cheguem à capital. “A secretaria está preparada para, tão logo receba, amplie a vacinação”, concluiu.

Até o momento, BH aplicou a primeira dose em 1,3 milhão de pessoas. Deste grupo, 536 mil receberam o reforço. Conforme informou a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), Minas deve receber, ainda durante esta semana, quase 900 mil doses do imunizante, que serão usadas na imunização por faixa etária e na aplicação da segunda dose para os grupos prioritários.

Leia mais:
Infectologista explica porque Ministério da Saúde quer reduzir intervalo entre doses da Pfizer
Brasil ultrapassa 550 mil mortes por Covid-19
Gestantes e mulheres no puerpério vão receber 2ª dose da Pfizer ou CoronaVac em Minas