Um avião que transportava 430 quilos de pasta base de cocaína foi apreendido pela Polícia Federal em Pará de Minas, na região Central do Estado. Além do entorpecente, aproximadamente um quilo de folhas in natura da mesma substância foi encontrada pelos agentes. O piloto, que não teve a identidade revelada, foi preso em flagrante.

Conforme a PF, a aeronave aterrizou em solo mineiro por volta das 18 horas de quarta-feira (15). A intenção do piloto era pernoitar no hangar e depois prosseguir com a viagem. Contudo, a Polícia Militar recebeu denúncia anônima sobre o crime e juntamente com agentes federais fizeram cerco no aeroporto.

Lá, os policiais localizaram a Cessna Aircraft, modelo 210 M, 'recheada' com a droga. O avião estava sem identificação nas asas para tentar burlar que as autoridades de segurança chegassem até o dono do avião. Perícia realizada na aeronave constatou, também, que foi realizado alongamento nas extremidades do avião para comportar maior quantidade de combustível e, assim, aumentar a autonomia de voo.

Avião com 430 kg de cocaína é apreendido em Pará de Minas

O avião estava sem identificação nas asas

Prisão

O piloto da aeronave não estava no hangar no momento da 'batida', mas os policiais federais conseguiram capturá-lo em um hotel nas proximidades da rodoviária de Belo Horizonte. A origem do entorpecente ainda não foi esclarecida, mas a PF acredita que a cocaína tenha vindo da Bolívia, já que a droga estava enrolada em sacos de aniagem de origem boliviana.

Se condenado por tráfico internacional de drogas, o piloto pode ficar até 25 anos atrás das grades. Ele e os 415 tabletes de cocaína apreendidos foram levados para a delegacia Divinópolis, onde vão permanecer à disposição da Justiça Federal.

Avião com 430 kg de cocaína é apreendido em Pará de Minas
Folhas in natura do entorpecente também foram apreendidas no avião